quinta-feira, 7 de maio de 2015


O que dizer desse UE (universo expandido) que eu mal conheço e já considero pakas? Sou geek e sempre fui chegada numas nerdices, porém demorei tempo demais pra me inteirar sobre o universo de Star Wars. Diferentemente da maioria dos fãs, não tenho memórias de infância com a saga - sequer me lembro de ter visto um filme inteiro ainda criança. Quando já adulta, depois de perceber o quão vergonhoso isso era que já passava da hora de mudar essa situação, fiz minha primeira maratona (na ordem dos episódios e não dos lançamentos) e o resultado: Viciei. Viciei ao ponto de considerá-la minha segunda saga predileta, colecionar itens do universo, fazer citações inoportunas involuntáriamente, coisas do tipo…  

Então, para minha alegria, a Editora Aleph anunciou em 2014 que relançaria títulos do UE, alguns que já estavam esgotados no Brasil há uns 20 anos, dentre eles a consagrada Trilogia Thrawn. Mais além, trariam o autor para autografar o primeiro volume  na Comic Con Experience. Essa era a chance que eu esperava.




 Detalhe para o trabalho primoroso da Editora Aleph nessa nova edição que, além de linda,   
tem uma tradução muito melhor que a original, a começar pelo título no singular (Heir to the empire).

Tietei mesmo o/

Peguei vários desses marcadores lindos *-*

Finalmente, vamos ao livro: a estória se passa 5 anos após “O Retorno do Jedi” (episódio VI), mostrando os esforços da antiga Aliança Rebelde em consolidar a Nova República, ao mesmo tempo em que o Império tenta se restabelecer, o que nos leva a uma galáxia completamente dividida e um ambiente de tensão política em constante mudança.

  Você abre o livro e já está no clima, como se estivesse na Falcon, acelerando para a velocidade da luz


Logo no começo do livro, fica fácil entender porque essa trilogia foi considerada a oficial continuação por muitos fãs e era, até o anúncio da nova trilogia, tida como canon (aquilo que é tido como genuíno ou oficialmente sancionado dentro de um contexto de universo ficcional). Além de muito bem escrita, complexa e envolvente, o autor simples e completamente entende as personagens. Zahn captou muito bem a essência dos nossos queridos protagonistas e vemos então Luke, Leia, Han, Chewie e companhia retratados de forma estremamente convincente, ao ponto de imaginá-los na tela do Cinema enquanto lemos. É difícil explicar a emoção de rever nossos heróis reunidos em novas aventuras e, mais ainda, em momentos tão diferentes de suas vidas. Vemos Han Solo, o mais destemido contrabandista da galáxia, tornar-se precavido e protetor ao mesmo tempo que vemos Leia desdobrar-se nos papéis de política, Padawan e esposa. Conhecemos melhor a história e origens de Chewbacca, como se ele já não tivesse dado motivos o suficiente para amá-lo (suspeita aqui, personagem predileta encontrada). E Luke, ensinando Leia nos caminhos da Força ao mesmo tempo que aprende e busca conhecimento sobre a Força, sobre os Jedis e sobre si mesmo.

Mas não é só das estrelas antigas que se faz um bom universo expandido. Zahn criou personagens tão cativantes e surpreendentes que você até esquece que não existiam antes do UE, elas simplesmente tornam-se fato. É o caso de Mara Jade, uma das mais misteriosas e fortes personagens do UE (também uma das mais conhecidas e admiradas) e Talon Karrde, que toma conta do contrabando de forma beeem diferente do nojento Jabba The Hutt, deixando as coisas um tanto quanto interessantes e imprevisíveis.

Mas é com o antagonista que o livro brilha. Almirante Thrwan, de pele azulada e olhos vermelhos, está a frente do Império com todo seu brilhantismo estratégico e, atuando de forma nunca vista na época dos Siths, promete fazer a vida dos nossos heróis ainda mais complicada e concretizar aquilo que Darth Vader e Darth Sidious não conseguiram.

Em resumo, a única forma de você não adorar esse livro é se você não for fã de Star Wars, até porque vai ficar completamente perdido em meio a tantos termos (tipos de nave, nome de planetas, personagens etc.). Mas se você for fã, é leitura obrigatória. Eu, particularmente, mal vejo a hora de sair o segundo livro da trilogia. Enquanto isso, que a Força esteja com você!


"Não o último dos antigos Jedi, Luke. O primeiro dos novos." - Obi-Wan Kenobi





0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Busca

Tecnologia do Blogger.

Sobre Nós

No Blog

Arquivo

Sorteio

Seguidores

Facebook

Instagram

Twitter

Editora Parceira

Parceiros

Postagens Populares

Visitas

As opiniões aqui presentes são próprias das autoras do blog, não representando necessariamente a opinião das editoras e/ou autores.