quinta-feira, 4 de junho de 2015


Adoro o Dr. Drauzio Varella! Adoro a forma agradável e inteligente como ele escreve e seu livro Por um Fio está entre os meus favoritos. Fiquei mega animada quando anunciaram em sua página do Facebook uma entrevista do Dr. com os corredores Vanderlei C. de Lima, Déborah Aquino e Adriana da Silva e o lançamento e noite de autógrafos de Correr na Livraria Cultura do Conjunto Nacional.
A entrevista foi super bacana! O Dr. Drauzio Varella conduziu os entrevistados, que contaram como começaram a correr, suas rotinas de treino e suas vitórias. Impressionante ver como a Adriana começou a correr com um par de sapatinhos de couro, a luta da Déborah contra o câncer e o relato do Vanderlei sobre a Olimpíada de Atenas em 2004, onde mesmo atrapalhado por um manifestante, conquistou a medalha de bronze. Seu relato foi de arrepiar, principalmente quando contou sobre a alegria de ser ovacionado ao entrar no Estádio Panathinaiko.

Depois das entrevistas, hora do autógrafo! Após duas horas e meia na fila, chega a minha vez! Adorei meu autógrafo lindo <3

Vamos ao livro!

No livro, narrado em primeira pessoa, Drauzio Varella conta como começou a correr quando, ao ter a idade questionada, recebeu a afirmação “Cinquenta, idade em que tem inicio a decadência do homem”. Determinado, se propôs um desafio, de que a decadência não começaria aos cinquenta, e que no ano seguinte correria a Maratona de Nova York.

Com um capítulo dedicado a história de como as maratonas começaram, o que se segue são relatos bastante instrutivos e bem humorados de suas experiências pessoais nos treinamentos e corridas ao redor do mundo, intercalados com capítulos que visam  informar e desmistificar o que ocorre no corpo durante uma prova tão exigente.


Me surpreendi ao ver o quanto o corpo humano é capaz de correr com treinamento e muita persistência para conseguir terminar uma prova de 42 quilômetros. E mais surpreendida ainda ao ver que ainda que os atletas de elite tenham no geral um biotipo padronizado, correr é para todo mundo. E praticar qualquer atividade física só trás benefícios.  


Mesmo não sendo uma corredora (o máximo que corro é para atravessar a rua) gostei muito do livro. Acredito que ele agradará muito quem já é ou pretende se tornar um maratonista, pois além das experiências pessoais bastante interessantes, o livro é bastante informativo.


Correr é experimentar a liberdade suprema, é voltar aos tempos de criança.


0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Busca

Tecnologia do Blogger.

Sobre Nós

No Blog

Arquivo

Sorteio

Seguidores

Facebook

Instagram

Twitter

Editora Parceira

Parceiros

Postagens Populares

Visitas

As opiniões aqui presentes são próprias das autoras do blog, não representando necessariamente a opinião das editoras e/ou autores.