quinta-feira, 25 de junho de 2015




Eu gosto muito de romances históricos e nessa categoria John Boyne é um dos meus autores favoritos. Acho fantástica a forma como o autor trabalha os fatos e o cuidado com a sensibilidade dos personagens, tornando-os únicos e memoráveis.



Alfie Summerfield se lembra perfeitamente da data em que a Primeira Guerra Mundial começa, dia 28 de julho, pois é o dia do seu aniversário de 5 anos. Seu pai, Georgie, resolve se alistar voluntariamente logo no comecinho da guerra, acreditando que antes do Natal o conflito estaria resolvido.



Mas esqueceram de avisar qual Natal. Passando por dificuldades financeiras, Margie, mãe de Alfie, sai para trabalhar como enfermeira enquanto o filho, escondido de todos, se torna engraxate. As primeiras cartas de Georgie no exército são animadas e cheias de esperança mas vão adquirindo uma consistência sombria no decorrer do tempo, até que abruptamente param de chegar. Alfie se recusa a acreditar que o pai esteja morto, até que um dia recebe uma pista inesperada e sai em busca de respostas.



Por ser escrito do ponto de vista de uma criança algumas passagens tem um gracioso ar infantil. Mas o livro não se deixa enganar e mostra seu tom adulto com as descrições de campos de batalha e hospitais. Por mais que a família Summerfield seja o centro da história, é impossível não se encantar com os demais moradores da Rua Damley, principalmente Joe Patience, e sentir o coração apertado por conta da situação do Sr. Janácek e da filha Kalena.

Fique Onde está e Então Corra é uma leitura super agradável e um ótimo romance por si só. Um excelente livro para quem quer ter uma visão um pouquinho diferente da Primeira Guerra Mundial e ver da perspectiva de uma criança completamente comum, toda a devastação que uma guerra pode trazer.


0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Busca

Tecnologia do Blogger.

Sobre Nós

No Blog

Arquivo

Seguidores

Facebook

Instagram

Twitter

Editora Parceira

Parceiros

Postagens Populares

Visitas

As opiniões aqui presentes são próprias das autoras do blog, não representando necessariamente a opinião das editoras e/ou autores.