quinta-feira, 15 de outubro de 2015


Dando continuidade a nossa "Semana Star Wars", o Livro dos Sith traz uma compreensão mais profunda sobre o lado negro da Força através da reunião de seis livros/diários feitos das anotações de cinco importantes Dark Lordes e uma bruxa das Irmãs da Noite.

You don't know the power of the dark side!

Eu devo dar meu braço a torcer e dizer que a ideia de o lado negro ser mais sedutor que o lado luminoso é expressado já na edição, afinal: QUE LIVRO LINDO. Todo o visual, as ilustrações, a capa, as páginas diferentes de cada livro, tudo… Absolutamente tudo faz desse um livro único que carrega um ar de autenticidade e que desde sua abertura marca um tom pesado e sombrio adequado para a leitura. É uma edição impressionante.



Diferentemente de “O Caminho Jedi” → Resenha aqui ← , este livro não é um manual e tem muito mais um tom histórico, sendo um livro mais denso e detalhista. Páginas escritas por Siths proeminentes como Darth Malgus, Darth Bane e Darth Plagueis relatando suas conquistas em diferentes épocas foram reunidas por Darth Sidious em um único volume, cujo qual recebeu anotações de Darth Vader, Luke Skywalker e do próprio Darth Sidious (essas sendo as melhores, especialmente quando ele fala do seu mestre). Obs. Um conhecimento mesmo que vago do UE pode facilitar bastante a leitura.



Apesar de o livro de Darth Bane ser incrível e esclarecer a necessidade da famosa “Regra de Dois” da Ordem Sith, minhas partes prediletas são os dois últimos livros, em um dos quais Darth Plagueis relata seus estudo com os Midi-chlorians na busca tanto de transcender à morte quanto de dominar a criação da vida (muitos questionamentos levantados nesse ponto, muitas teorias) e o outro no qual Darth Sidious explica como arquitetou e botou em prática seu brilhante plano para conquistar a galáxia e deter todo o poder.




Ainda assim é necessário admitir que, apesar de entender todo o apelo que consolidou tamanho fandom do lado negro, eu sempre serei mais inclinada ao lado bonzinho e assim, não surpreendentemente, tive uma leitura menos fluída desse livro do que a que tive de “O Caminho Jedi” - ao contrário da maioria dos leitores que conheço. Como disse a um amigo quando terminei a leitura: O conhecimento é o segundo pilar Jedi e, sendo assim, li “O Livro dos Sith” mais por esclarecimento do que em busca de ensinamentos, mantendo-me fiel ao lado luminoso. Entretanto, devo concordar que esse é um livro claramente mais bem feito e altamente elaborado que qualquer fã de Star Wars teria orgulho de ter na coleção, eu inclusa.


“Código Sith


Paz é uma mentira, só existe paixão
Através da paixão, ganho força
Através da força, ganho poder
Através do poder, ganho a vitória
Através da vitória, minhas correntes se rompem
A Força me libertará.”




6 comentários:

  1. Acredita que nunca li nada e nem assisti nada de Star Wars? Tenho até vergonha por isso, rs

    beijos, e amei seu blog!

    http://sweetlikecaramel.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Nazare! Obrigada pela visita :)
      Ahhh se puder assista. Os filmes, principalmente os antigos, são super legais!
      Bjão!

      Excluir
  2. Que edição! Linda mesmo!

    Beijinhos, Hel.

    http://leiturasegatices.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Hel!
      Linda né? Dá gosto ter livros assim na estante hehehe
      Bjão!

      Excluir
  3. Que nice, também tenho um funk do Darth Maul <3
    Esses livros que estão lanando são tipo minha paixão.
    A Bela, não a Fera está passando por reforma, enquanto isso acesse
    | YOUTUBE |
    | FB Page A Bela, não a Fera|

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela visita ^^
      Eu sou louca por Star Wars e amo Funko Pop! *----*
      Boa sorte com a reforma, aguardamos pra ver como ficou.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Busca

Tecnologia do Blogger.

Sobre Nós

Arquivo

Sorteio

Seguidores

Facebook

Instagram

Twitter

Editora Parceira

Parceiros

Postagens Populares

Visitas

As opiniões aqui presentes são próprias das autoras do blog, não representando necessariamente a opinião das editoras e/ou autores.