segunda-feira, 18 de janeiro de 2016


Quando decidi participar do Desafio Literário 2016 criei uma listinha para ir marcando os livros que eu poderia ler a fim de cumprir os desafios. Inicialmente figuravam na lista livros que eu precisaria comprar. Depois, olhando aqui na minha estante, vi que eu tinha a maioria dos livros necessários para participar. Risquei metade da lista e decidi, a menos que seja realmente necessário, cumprir o desafio sem comprar nenhum livro e de preferencia lendo os que estão aqui a muito tempo. O Colecionados de Ossos, que se encaixa em um livro de suspense, é um desses! E QUE SUSPENSE! Não sei por que deixei esse livro aqui parado por tanto tempo.



Em O Colecionador de Ossos conhecemos Lyncoln Rhyme, um brilhante criminologista que por conta de um acidente de trabalho encontra-se paralisado. Uma viga de carvalho caiu em sua coluna e Rhyme consegue apenas mexer a cabeça e um dedo. A três anos nessa condição, Rhyme está cansado da vida e teme sofrer um ataque que o deixaria consciente, mas completamente imóvel. Quando finalmente encontra auxilio para a eutanásia seus ex-colegas da policia surgem em sua casa lhe trazendo um caso complicado e implorando por sua ajuda. Rhyme vê um pouco de si em uma bela e jovem policial, Amelia Sachs, e a contragosto passa a ajudar.


Um taxista misterioso sequestrou um casal na saída do aeroporto. O homem é encontrado morto por Amelia, mas o criminoso deixa algumas pistas. A história então é uma corrida frenética para desvendar as enigmáticas pistas, tentar salvar as próximas vitimas e prender o responsável.


Gostei muito da construção da história e principalmente dos personagens. É incrível ver o desabrochar de Rhyme, que passa de um largado sujo e de pijamas a um homem normal conforme reencontra prazer com o trabalho e desenvolve a amizade com Sachs. E o crescimento da policial, que começa relutante a participar da investigação e no fim se mostra extremamente talentosa e competente.
O ritmo do livro é agitado e a escrita de Jeffery Deaver é muito boa. O suspense pendura até a última página. O que atrapalha um pouquinho são as descrições dos procedimentos técnicos. Rhyme não pode se mover, portanto seus colegas montam um laboratório de criminalística em seu quarto. Precisam descobrir o tipo de solo da onde a vitima foi encontrada? Descrevem então tooodo o procedimento. Não é cansativo, mas quebra o ritmo da leitura.



Já postei a resenha opcional do Desafio Literário. Para “um livro com no minimo 400 páginas” li As Mentiras de Locke Lamora e você pode conferir a resenha clicando aqui. Mês que vem o tema obrigatório é “um livro com magia” e o opcional “um livro com 2 ou mais pontos de vista”.

8 comentários:

  1. Nossa que resenha toda UOU!!! Já tinha escutado falar desse livro, mas nunca me peguei lendo uma resenha e comecei a pensar: nunca li um livro de suspense!! Pode ser uma meta pra 2016 porque não! Parabéns pelo blog!

    Beijao

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Carolina! Obrigada pela visita e pelos elogios :)
      Também me surpreendi com o livro, gostei muito mesmo! Agora pretendo assistir ao filme.
      Bjs

      Excluir
  2. Olá!
    Lembro de ter gostado do filme, mas só fiquei sabendo da existência do livro agora.
    Vou por na minha listinha só pq vc elogiou muito!
    =D

    http://osdragoesdefogo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OLá Kaio!
      Estou mega curiosa para ver o filme. Lembro de ver cartazes dele na video locadora quando eu era criança rs espero que goste do livro :)
      Bjs

      Excluir
  3. amei o filme o colecionador de osso não sabia que era baseado em um livro. Adorei a sua resenha e com certeza ira para minha listinha de leitura deste ano que já tem mais de 60 livros. Pode demora mais com certeza irei ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Lis!
      A minha lista também está enorme. Mas esse é um livro que vale a pena. Agora pretente ver o filme :)
      Bjs

      Excluir
  4. Ganhei este livro de presente de aniversário em julho do ano passado. E fiquei com medo de ler e ter cenas muito cruéis ou sanguinolentas. Mas sua resenha até que atiçou minha curiosidade. Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Maria!
      Ele tem um pouquinho sim mas até que li de boa. As descrições das mortes nem são o pior, mas sim as situações em que as vitimas se encontravam quando morreram. Espero que leia e gostei do livro :)
      Bjs

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Busca

Tecnologia do Blogger.

Sobre Nós

No Blog

Arquivo

Seguidores

Facebook

Instagram

Twitter

Editora Parceira

Parceiros

Postagens Populares

Visitas

As opiniões aqui presentes são próprias das autoras do blog, não representando necessariamente a opinião das editoras e/ou autores.