quinta-feira, 17 de março de 2016


Resenha de mais um dos livros que ganhei de niver <3 Obrigada titia Mônica! Em Revival acompanhamos grande parte da vida de Jamie Morton e Charles Jacobs. Logo de cara, enquanto um Jaime de 6 anos brinca com seus soldadinhos, o recém chegado ministro Jacobs encobre o garoto com sua sombra e entra também na brincadeira. Fixado por energia elétrica, o ministro mais tarde convida o menino para conhecer uma nova invenção em sua casa. É dado o inicio de uma simpática amizade entre um jovem adulto e uma pequena criança.


Charles e sua família são uma graça e encantam a todos na cidade. Até o dia d’O Sermão Terrível. Sem condições de permanecer no mesmo lugar, Jacobs se muda e deixa para trás um Jaime de coração partido. Mas aquela não seria a primeira vez em que diriam adeus. Anos mais tarde, viciado em heroína e sem qualquer perspectiva, Jamie é resgatado e salvo pelo antigo ministro. Cada vez mais obcecado pela eletricidade, Jacobs transforma a feliz amizade de ambos em algo muito mais obscuro e perverso.


Apesar do que a sinopse sugere, Revival não assusta pelo sobrenatural. Como o próprio Stephen King diz em uma citação na contracapa, “...a melhor maneira de assustar o leitor é faze-lo gostar dos personagens.” e nisso King é cruel. O autor esfrega na nossa cara como a vida é efémera e como toda a alegria digna do melhor comercial de margarina pode sumir em um piscar de olhos.


O ponto alto do livro são justamente os seus personagens. Apesar do mistério, Revival carece de grandes reviravoltas. Com forte inspiração em Frankenstein, para mim o autor perdeu um pouco a mão em certas passagens. Mas os personagens são tão cativantes e King escreve de forma tão envolvente que você lê simplesmente para saber como a vida deles discorre. As passagens sobre a infância e juventude de Jaime são deliciosas de ler.


Adoro todo o universo que King criou dentro do estado em que mora, o Maine, e as conexões entre um livro e outro que por vezes ele faz. Em Revival ele cita brevemente Salem’s Lot e Joyland, o parque de diversões do livro homônimo que você confere a resenha aqui :) Revival saiu no Brasil com a mesma capa americana, que é extremamente bonita e impressa com acabamento holográfico. E o nome também, o que me incomoda um pouco. Preferia que ele tivesse sido traduzido. Revival destaca-se mais pelo decorrer da história do que pelo final em si. Mas como King é capaz de transformar até bula de remédio em uma leitura interessante a história flui bastante bem e o livro vale a pena.


Alguma coisa aconteceu.


8 comentários:

  1. Oi Thalita!
    Também acho! King consegue transformar até bula de remédio em uma leitura interessante haha. Quando li Revival, por exemplo, eu nem sabia sobre o que se tratava. É King...para que eu preciso de sinopse?
    Gostei do livro, mas ao contrário de você, achei que o final foi a melhor parte. O desenrolar da história me desanimou um pouco a partir da metade, sabe?
    Adoro o acabamento dessa capa.
    Beijos,
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mari!
      SOMOS DUAS HUAHUA Eu compro e depois que vou saber do que se trata. Eu também senti o ritmo mais desanimado do meio para o final, preferi a parte da infancia e juventude do Jaime, a ainda assim a letura fluiu bem e curti bastante :)
      Bjs

      Excluir
  2. Vim retribuir sua visita e conhecer seu blog. Adoro dicas de bom livros e esse com toda certeza e um deles. Gostei quando diz que o escritor é capaz de transformar até bula de remédio em uma leitura interessante. Vai para lista dos que pretendo ler ainda este ano.
    Bjs❤
    Abrir Janela

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Line!
      Stephen King é demais <3 espero que leia e que também goste :)
      Bjs

      Excluir
  3. Eu adoro a capa desse livro, foi a primeira coisa que me chamou a atenção quando ele foi lançado.
    Li pouca coisa do King ainda, tenho aquela ilusão de que um dia vou conseguir ler tudo que ele ja escreveu :v
    Adoro a escrita dele <3
    xoxo

    planeta94.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Olá Jason!
    Vai conseguir sim. Eu tb adoro, é um dos meus autores favoritos <3
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Ainda não li Revival, e um dos motivos foram algumas resenhas desmotivadoras. Mas como você disse que o livro se segura pelos personagens cativantes, logo darei uma chance a mais esse livro de King.

    http://porquelivronuncaenguica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá Ronaldo!
    Não é dos melhores do King mas vale a pena, são aqueles personagens que se mantem na cabeça por dias sabe?
    Bjs

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Busca

Tecnologia do Blogger.

Sobre Nós

No Blog

Arquivo

Sorteio

Seguidores

Facebook

Instagram

Twitter

Editora Parceira

Parceiros

Postagens Populares

Visitas

As opiniões aqui presentes são próprias das autoras do blog, não representando necessariamente a opinião das editoras e/ou autores.