quinta-feira, 28 de abril de 2016

O livro de hoje foi cedido pela nossa parceria com a Editora Generale e já começa com uma coincidência, a Tha e eu escolhemos os livros pelo catálogo da editora da forma mais aleatória possível, ela escolheu o Conan, o Bárbaro → resenha aqui, e eu o Solomon Kane qual foi a nossa  surpresa ao perceber que o autor era o mesmo: Robert E. Howard, por serem temas e abordagens tão diferentes nem imaginávamos que os livros eram do mesmo autor e, posso garantir, as surpresas só estavam começando!


O livro é uma coletânea de contos sobre o puritano inglês Solomon Kane, homem soturno e viajante solitário, com um objetivo de vida: eliminar o mal e as forças das trevas do mundo, isso incluí desde seres e entidades sobrenaturais até a, tão perturbadora e assustadora, maldade humana, com sua pederneira e seu florete, uma ou outra ajuda sobrenatural e sua fé vamos mergulhando nas águas profundas de um dos marcos da literatura fantástica!  

Os contos são independentes e possuem, em sua maioria, uma narrativa envolvente, os acontecimentos e lutas são bem descritos, mas não se tornam massantes, Kane não é o “herói” inatingível, pelo contrário, na maioria dos contos percebemos seus medos e temores se transformando em força para derrotar o inimigo, os elementos dos contos seguem quase sempre uma mesma base, pessoas inocentes em perigo, seres sobrenaturais e/ou homens de má índole que querem ganhar vantagem de alguma forma, a revolta de Kane ao se deparar com essas situações e sua busca incansável pela justiça mesmo que ele não tenha nenhuma relação próxima com as pessoas injustiçadas hahahaha


Duas coisas me surpreenderam muitoooo durante a leitura, primeiro foi o próprio protagonista, Solomon é a cara da seriedade e puritano no sentido mais clássico da palavra, ele é fiel à sua fé no cristianismo e em Deus, é um homem devoto, digo até que beira ao fanatismo, ao mesmo tempo ele é um justiceiro habilidoso, que não mede esforços para alcançar seus inimigos e matá-los Não matarás?! Cadê?! rsrs, como se ele próprio fosse a justiça divina, em determinado conto ele atravessa a Europa e vai para a África em busca de seu oponente STALKER TOTAL!!. Essa sua devoção é muito perceptível durante toda a leitura, os seres sobrenaturais, os inimigos, as feitiçarias presentes nos contos é dito como “as mãos de Satã”. E sabe o que é mais legal nisso tudo? Robert E. Howard era ateu, ele pôs toda a fé que não tinha como uma das características principais de Kane! Achei FANTÁSTICO!!! E apesar de não aprofundar tanto nos aspectos psicológicos do personagem isso está longe de ser um aspecto negativo, pois só me deixou mais curiosa para saber mais sobre ele e sua origem.


A outra coisa que me surpreendeu foi a África estar presente nas maioria dos contos, ela é toda envolta de mistérios, magias e feiticeiros, mas ao contrário do que se pode imaginar pela época em que foi escrito, em nenhum momento houve a depreciação dos povos africanos, em algumas histórias haviam mulheres como chefes de tribos! Poderosas e temíveis, como é o caso da “rainha demônio” Nakari Viram? Meio fanático com o demonhhhhoo, não?! hahaha  e ela ser mulher não foi apresentado de forma pejorativa, achei incrível! E tirando o fato dele salvar algumas mulheres ao longo das histórias, todas foram muito bem representadas! Sem o forte esteriótipo da “mulher sexo frágil” que acreditei estar presente antes de começar a leitura.


Os nove contos são excelenteeeess, um ou outro é um pouco cansativo, mas em geral o ritmo de leitura foi ótimo, como não contei diretamente o enredo de nenhum deles, vou destacar os que mais gostei: Sombras Vermelhas, A Lua das Caveiras, As Colinas dos Mortos e A chama azul da vingança, esse último fecha muito bem a trajetória de Kane!

A Generale optou por seguir a ordem cronológica de publicação dos contos, então os dois últimos foram póstumos, apesar de independentes conseguimos notar algumas referências entre contos, seja algum objeto, uma fala de Kane ou algum personagem que reaparece, dando uma boa sequência aos acontecimentos.  


A edição está linda, a capa é perfeita, diagramação excelente, não encontrei erros de revisão e a cereja do bolo fica com os apêndices da edição, temos duas cartas, uma do pai de Howard ao escritor H. P. Lovecraft, explicando sobre o suicídio do filho e outra do próprio Robert ao escritor August Derleth onde fala um pouco da sua perspectiva de vida e morte, também temos uma resenha crítica do Solomon Kane - o filme (2009). Pelo conjunto da obra dou 4* e super recomendo a leitura, mas aviso, é um livro que precisa ser lido contextualizando a época, a maioria foi publicado entre 1928 e 1932 e os dois últimos em 1968, já póstumos, senão podem ser considerados clichês e acredito que até massantes para alguns. No mais, foi uma leitura que me surpreendeu positivamente, estava esperando algo muito mais machista e estereotipado! Vale a leitura mesmo! ^^
Enquanto o mal florescer e os injustos se enfileirarem, enquanto homens forem perseguidos e mulheres molestadas, enquanto coisas fracas, humanas ou animais, forem maltratadas, não haverá descanso para mim sob o céu nem paz em qualquer mesa ou cama. Adeus! - Solomon Kane p. 226



10 comentários:

  1. Sinto que vou gostar muito desse livro, é o tipo de leitura que me agrada!

    Beijokas da Mylloka
    http://myllokasecret.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiiee Mylla!

      Então vai fundoo e se surpreenda tbm! =3

      Bjs e obrigada pela visita! :D

      Excluir
  2. Essa capa me instigou demais <3
    Adorei a resenha.
    Blog.
    Facebook.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiie,

      A Capa é lindaa! Me encantei por ela tbm! :3
      Brigadaa pela visita! <3

      Excluir
  3. Gostei muito da capa e a formatação dele é muito bem feita, suas fotos estão lindas! Gostei de sua resenha mostrou o lado bom do livro <3
    http://simplyradioactive.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiie Nicole!

      Sim, a editora caprichou muito nessa diagramação! Ficou linda!
      Obrigadaaa! Adorei resenhar esse livro!

      Brigada pela visita!! Bjs :*

      Excluir
  4. Oi Denise! Adorei a edição e o enredo. Acredito que irei gostar muito da leitura pelo que vc passou na resenha.
    Beeijos
    http://lua-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Bia!

      Se puder leia! A História de Solomon deve ser contada! hahahaha

      Bjs :*

      Excluir
  5. Oi Denise!
    Também acho que certos livros de contos não são para serem lidos do início ao fim e sim para intercalar os contos.
    Me surpreendi com a época da publicação do livro. Não conhecia ainda, mas achei interessante.
    Beijos,
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiie Mari, tudo bom?

      Siim, essa coletânea foi feita na ordem de publicação, mas acredito que o autor deixou muitos escritos inacabados, seria interessante lê-los! *-*
      Eu sabia da existência do Solomon Kane pelo filme, mas nunca imaginei q fosse do mesmo autor do Conan! É engraçado notar que daqui a pouco esses contos terão 100 anos de publicação!

      Obrigada pela visita! ♥

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Busca

Tecnologia do Blogger.

Sobre Nós

No Blog

Arquivo

Seguidores

Facebook

Instagram

Twitter

Editora Parceira

Parceiros

Postagens Populares

Visitas

As opiniões aqui presentes são próprias das autoras do blog, não representando necessariamente a opinião das editoras e/ou autores.