quinta-feira, 22 de setembro de 2016




Ano passado li As Aventuras de Robin Hood do Howard Pyke cuja resenha pode ser conferida aqui. Não contente, resolvi ler também a versão do Alexandre Dumas, que se mostrou muito mais bem escrita e divertida.

Na versão do romancista francês, Robin ainda bebê é deixado na casa dos bons Gilbert e Marguerite Head. Mesmo sob circunstâncias duvidosas, o casal aceita receber Robin e cria-lo como filho.



Anos mais tarde e com o rapaz já adolescente, descobre-se que Robin é na realidade um descendente da nobreza, teoricamente com direito a terras e um título. Impedido de assumir seu cargo, segue com sua boa vida ao lado dos amorosos pais. Até que recebem a visita de Allan Clare e sua bela irmã Marian, moça que logo desperta o amor do rapaz. Começam então as aventuras contra a injustiça proposta pelo barão Fitz-Alwine.


É mais fácil gostar da versão de Dumas. Acompanhamos Robin Hood e sua trupe durante toda a sua vida. Os personagens e situações são bem construídos e, ao contrario do que me ocorreu com a versão de Pyke, aqui entende-se melhor as motivações de nossos heróis. Personagens icônicos como Frei Tuck, Will Escarlate e João Pequeno estão presentes, além de alguns que eu não conhecia. O vilão de quem eu tanto gostava na série da BBC, Guy de Gisborne interpretado pelo lindo e maravilhoso Richard Armitage <3 novamente pouco dá as caras nessa edição. Mas tudo bem, ele sempre dará as caras aqui no blog.



Não sei bem como definir o ritmo do livro. Se por um lado ele se torna cansativo por conta dos diálogos longos que poderiam ser resumidos em uma frase, por outro, ele é agradável de se ler, pois os mesmos diálogos são ricos e belamente escritos. Não é uma história para ser lida com pressa. Tem os seus momentos de calmaria, mas na maior parte do tempo os personagens estão perseguindo uns aos outros e brigando com espadas ou pedaços de pau, conferindo bastante agilidade ao enredo.


A edição de bolso de luxo da Zahar é uma fofura só. Capa dura, detalhes internos, páginas amareladas. Ao contrário da edição comum, a de bolso não contem comentários no rodapé, mas para mim não fez diferença pois meu interesse maior é na história em si. Uma leitura que com certeza vale a pena para quem curte aventuras medievais.


Demos felicidade a alguém, nosso dia foi proveitoso.




14 comentários:

  1. Eu tenho esse livro, mas nunca li, sempre deixo
    pra depois e isso faz um bom tempo. comprei pq estava na promoção.
    mas vou ler o livro depois que li essa resenha, adorei . beijos

    Taynara Mello | Indicar Livros
    www.indicarlivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Taynara!
      Fico feliz que tenha gostado, espero que a leitura seja proveitosa :)
      Bjs

      Excluir
  2. Oi, Thalita!
    Desde o Tolkien, eu tenho problemas com coisas prolongadas. Nesse caso, creio que seriam os diálogos. Porém, realmente essa edição da Zahar está um luxo!
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe do sorteio de aniversário Balaio de Babados e Postando Trechos
    Participe da promoção 1 Ano de Estilhaçando Livros
    Participe da promoção 5 anos de Além da Contracapa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Luiza!
      Sim os dialogos muitas vezes são longos. Tem o seu lado bonito, mas exige uma certa paciencia.
      Bjs

      Excluir
  3. Oie! amei o visual do livro, a editora caprichou! apesar de ser um clássico, nunca li nada a respeito do Robin Hood, mas agora fiquei curiosa para ler esta versão!

    XoXo

    http://www.leituraentreamigas.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Janiele!
      Lindo né? Adoro edições assim <3
      Bjs

      Excluir
  4. Oi Thalita!
    Essas edições da Zahar são mesmo caprichadas.
    Sabe que eu não sabia que havia uma versão de Robin Hood pelo Alexandre Dumas? Eu li a do Howard Pyke e gostei. Quanto ao Dumas, eu li Os Três Mosqueteiros, mas me decepcionei um pouco (e entendo bem o que você quis dizer quanto ao ritmo da leitura). Mas quem sabe um dia eu dou uma chance?
    Beijos,
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Mariana!
      Eu descobri depois que li a versão do Pyke. Eu curti mais a versão do Dumas. Aquele bando de homem desocupado da versão do Pyke me irritou muito huahuahua Estou com O Conde de MOnte Cristo para ler mas vou esperar um pouco.
      Bjs

      Excluir
  5. Oi Thalita, eu não conhecia esta versão do Dumas e como gosto muito deste autor fiquei logo interessada. E já vou logo procurar a série da BBC também para ver.
    adorei as dicas.
    Abraços,
    Gisela
    Ler para Divertir
    Participe do Top Comentarista de Setembro, serão 3 ganhadores e você ainda pode ganhar um livro a sua escolha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Gisela!
      Espero que você goste. A série é bem bacaninha, no começo achei meio boba mas não demorou para eu gostar muito.
      Bjs

      Excluir
  6. Nossa ameeeeei! Ja acrescentei ele na lista de compras kkkkk' amei seu blog bjs

    menteemmarte.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Boa tarde Thalita,

    Gostaria muito de ler esse clássico, está na minha lista de compras e futuramente com certeza vou ler, essa edição realmente é linda....bjs.





    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marco!
      Espero que você também goste da leitura :)
      Bjs

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Busca

Tecnologia do Blogger.

Sobre Nós

No Blog

Sorteio

Arquivo

Seguidores

Facebook

Instagram

Twitter

Editora Parceira

Parceiros

Postagens Populares

Visitas

As opiniões aqui presentes são próprias das autoras do blog, não representando necessariamente a opinião das editoras e/ou autores.