Sherlock


Sherlock nos mostra o dia a dia do brilhante detetive homônimo que leva a vida resolvendo crimes na 221B Baker Street. Precisando de alguém para dividir o apartamento, conhece o Doutor John Watson, ex-combatente no Afeganistão, que topa morar com o excêntrico detetive. Não demora para ambos se tornarem grandes amigos para juntos desvendar os mais estranhos casos de Londres. 





No ar desde 2010, a proposta é modernizar as aventuras do detetive criado por Arthur Conan Doyle. Mensagens de texto flutuam na tela da TV conforme os personagens as recebem em seus celulares e John Watson agora divulga as histórias de Sherlock Holmes em um blog. Inteligente e sagaz, a série prende a atenção do início ao fim. Algumas vezes os diálogos e acontecimento são rápidos, portanto, é necessário prestar atenção em todos os detalhes.



Cada temporada possui apenas três episódios de uma hora e meia de duração cada. Episódios que na maioria das vezes parecem ter bem menos tempo de tão intrigantes e gostosos de assistir. 


Sherlock e John são respectivamente interpretados por Benedict Cumberbatch e Martin Freeman. Não é necessário dizer que a dupla trabalha em perfeita sintonia. Ainda não terminei de ler toda a obra de Doyle, mas na série existe um grande destaque para Mycroft Holmes (Mark Gatiss), irmão igualmente brilhante de Sherlock que trabalha para a inteligência britânica, e Jim Morriarty (Andrew Scott) que desde o início é definido como o grande antagonista. Destaque para Mrs. Hudson (Una Stubbs), a hilária dona do apartamento de Sherlock. Todos os atores trabalham extremamente bem e estão fantásticos em seus papéis. A fotografia e trilha sonora da série também são excelentes.



A incrível Mrs. Hudson!

No início de 2016 foi exibido o episódio especial The Abominable Bride onde os personagens estão na era vitoriana! Depois de vê-los por tanto tempo na nossa época foi super divertido acompanha-los em sua forma clássica. O episódio é um dos meus favoritos e até pode ser assistido de forma avulsa, mas faz infinitamente mais sentido se visto após o fim da terceira temporada.




A quarta temporada terminou recentemente e não agradou a todos os fãs. Eu curti muito, me prendeu do início ao fim e rendeu alguns momentos bastante tensos. Desde o fim da temporada anterior Sherlock vem sendo apresentado como um personagem mais humano. Ainda que eu goste muito dele como na primeira temporada, grosso e estúpido a todo momento, foi legal acompanhar a sua evolução. Ainda não se sabe se haverá uma quinta temporada. De qualquer forma, a quarta fecha a série de forma satisfatória e deixa saudades. Caso contrário, nossos meninos da Baker Street sempre estarão lá ;)





4 comentários:

  1. Sherloock é uma daquelas séries que não perde a qualidade no enredo! Adoro <3 Amei o post!
    Beijos!
    Borboletas de Papel | fanpage - twitter - instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Aline!
      Concordo, é um episódio melhor que o outro. Já estou com saudades <3
      Bjs

      Excluir
  2. Oi, Thalita!
    Fiquei bem triste em saber que a quarta pode ter sido a última temporada... Mas fazer o que?
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Luiza!
      Eu também. A série é muito boa.
      Bjs

      Excluir

Tecnologia do Blogger.