segunda-feira, 8 de maio de 2017

Nunca acreditei muito naquele papo de que “os opostos se atraem”. E não digo isso de maneira narcisista, afirmando que só me interesso por pessoas iguais a mim, não me entendam mal. Mas eu acredito fortemente que as pessoas são unidas e se mantém assim por algo em comum.

A verdade é que, e provavelmente meus amigos vão tentar me desmentir, sou extremamente tímida. Certamente meus amigos mais próximos estarão lendo isso com a sobrancelha arqueada que marca uma cara descrente, e o motivo é simples: eu sou uma pessoa bastante tagarela, tão tagarela que frequentemente minha timidez pode passar despercebida. Entretanto ela existe como uma forte característica minha e reside na facilidade absurda com a qual eu fico extremamente desconfortável com outras pessoas. Assim, não é tão difícil deduzir que me interessam pessoas com as quais eu me sinta à vontade, o que me leva de volta a minha crença de que as pessoas são unidas por algo em comum.

Se você parar para analisar, o gosto de alguém em relação a ficção diz muito sobre ele, mais ainda a sua percepção sobre aquilo que ele gosta. Da mesma maneira como para mim a ficção é uma forma de ver a realidade, é também uma forma de entender as pessoas. A ficção é um espelho e é também uma lente.

Pensando sobre isso, me dei conta que, salvas raras exceções, devo à nerdice praticamente todos os meus amigos mais chegados. Aquelas pessoas com quem falo todo santo dia, peço opinião sobre as coisas mais absurdas e palpito onde sequer fui chamada, com quem tenho a liberdade de xingar e ser xingada sabendo que é uma forma estranha de carinho, a maioria dessas pessoas especiais de uma forma ou de outra eu conheci por causa de Harry Potter ou Star Wars. Pessoas que com poucas palavras foram o incentivo necessário para eu rapidamente vencer a barreira da timidez e, ao debater ficção, me sentir confortável na vida real.

Assim, não são pessoas opostas que nos atraem nem tão pouco as iguais, mas pessoas que entendem nossas pirações. Gente como a gente, que mesmo quando as opiniões diferem carregam no olhar o brilho do reconhecimento. E é uma sorte tremenda que esse brilho seja parte do motivos pelos quais algumas pessoas escolhem permanecem em nossas vidas.


0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Busca

Tecnologia do Blogger.

Sobre Nós

No Blog

Arquivo

Sorteio

Seguidores

Facebook

Instagram

Twitter

Editora Parceira

Parceiros

Postagens Populares

Visitas

As opiniões aqui presentes são próprias das autoras do blog, não representando necessariamente a opinião das editoras e/ou autores.