quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Há um tempo tenho procurado livros com temática afro, afro-brasileira e com personagens afrodescendentes, mas infelizmente a lista não é grande principalmente quando se trata do gênero fantasia. Quando vi o book trailer de Deuses de Dois Mundos fiquei extasiada! Era a união perfeita de tudo que estava buscando, tempos depois finalmente consegui lê-lo e agora venho contar um pouquinho sobre esse livro nacional para vocês! *-*


Em "O Livro do Silêncio" conhecemos Newton Fernandes, exímio jornalista, que está em busca de respostas. Após alguns acontecimentos “sobrenaturais” a vida do jovem fica de cabeça para baixo e ele quer entender o porquê de tudo isso estar acontecendo. Após um grande furo de reportagem sobre uma sabotagem no setor industrial, New descobre que a tão almejada promoção, reconhecimento e dinheiro seriam suas últimas preocupações, pois alguém está atrás dele e a fim de matá-lo, eventos místicos passam a acompanhá-lo  e ele começa a se comunicar com um estranho virtual que diz saber como ajudar e a razão dos acontecimentos. Laroiê, o correspondente virtual, só impõe uma condição: New teria que contar tudo que acontecera nos últimos meses sem omitir nada e é isso que o repórter faz.


Paralelamente a história de New vamos acompanhando a de Orunmilá, um poderoso adivinho iorubá, e ele também está em apuros. Os odus, instrumentos de adivinhação, haviam se calado e não respondiam mais às suas perguntas, algo estava acontecendo em Orum, o Céu, o oráculo estava em Silêncio e isso estava acontecendo com com todos os adivinhos do mundo. Orunmilá descobriu que as Iá Mi, poderosas feiticeiras, haviam sequestrado os odus e caso não os resgatasse, elas tomariam o controle da história de todas as pessoas começando pelo plano dos vivos, o Aiê. Mesmo com toda força do axé dos Orixás essa tarefa não seria fácil, Orunmilá deveria reunir sete guerreiros para enfrentar essa grande batalha e impedir que as feiticeiras se tornem donas dos segredos dos odus.


Vamos acompanhando as histórias de New e Orunmilá em capítulos intercalados e conforme a narrativa avança notamos como elas vão se entrelaçando e como, em tempos diferentes, ambas histórias estão intricadas. O enredo é excelente, mas a forma de narrativa escolhida pelo autor para contar a parte do Newton é muito maçante e -por ser em primeira pessoa -, torna o personagem muito arrogante! Não consegui criar um mínimo de empatia com o New, em muitos momentos só conseguia enxergar um homem mesquinho, egoísta, machista e pouco merecedor de alguns caminhos que o autor o presenteou.


Por outro lado, as partes de Orunmilá me encantaram muito e fiquei muito curiosa para a reunião dos sete guerreiros! São nelas que personagens como Ogum, Oxum, Xangô, Oxóssi, Iansã, etc. são inseridos na história, e isso não é spoiler rs. PJ Pereira ajustou cada um à(s) sua(s) lenda(s) e/ou arquétipos e foi uma agradável surpresa. Mas cabe o aviso, apesar de ter gostado desta forma de representação acredito que pode gerar alguns equívocos para pessoas que desconhecem a essência de cada orixá, fazendo com que pensem que existem certas rixas/invejas/brigas/desentendimentos entre alguns e não é o que acontece na “prática”.

O Livro do Silêncio foi beeem difícil de resenhar, pois há muitos detalhes na história que caso revelasse tiraria toda a graça da leitura, o que contei é uma pequena parcela do todo. De forma geral é uma leitura fluída e mesmo com tantas palavras em iorubá, o autor conseguiu explicá-las sem tornar os diálogos repetitivos ou cansativos. Ponto positivo! As últimas páginas são de tirar o fôlego e estou mega curiosa para ler o Livro da Traição! *-*

Nota: 4/5★

"Preste muito atenção, menino. Neste exato momento, há vários mundos e muitos tempos diferentes acontecendo ao nosso redor, todos simultaneamente, mas em tempos e lugares diferentes".



2 comentários:

  1. Oi, Denise!
    Gente, que premissa diferente. Eu amei essa capa e amei mais ainda saber mais da história. Super anotei a dica.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Concorra ao livro Depois do Fim autografado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Lu!
      O que me encantou foi justamente essa premissa super diferente, não se encontra histórias dos orixás assim, não é?! Achei fantástico!
      Siimm, as capas são lindíssimaaaas!

      Quando puder leia é ótimo para conhecer um pouquin da mitologia dos orixás! :D

      Bjs :*

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Busca

Tecnologia do Blogger.

Sobre Nós

No Blog

Arquivo

Sorteio

Seguidores

Facebook

Instagram

Twitter

Editora Parceira

Parceiros

Postagens Populares

Visitas

As opiniões aqui presentes são próprias das autoras do blog, não representando necessariamente a opinião das editoras e/ou autores.