J.R.R. Tolkien: O Senhor da Fantasia - Michael White


Não sou muito de ler biografias, mas algumas despertam o interesse e se tornam quase que obrigatórias quando tratam de nossos autores favoritos. É o que aconteceu com a do Tolkien, que além de tudo me foi presenteada pela Livs no amigo secreto no fim de 2016. Obrigada amiga!

No comecinho temos o autor da biografia nos contando sobre sua admiração por Tolkien. Curti o fato do livro ter sido escrito por alguém que gosta de sua obra e admira o seu trabalho. Apesar disso, ao longo da leitura não percebi momentos favoravelmente  tendenciosos. O autor apresenta os fatos e pronto.



E vamos então para a vida de Tolkien em si. O pequeno Tolkien e seu irmão passaram parte da infância na África do Sul, quando sua mãe resolve retornar para a Inglaterra enquanto o pai permanece na África trabalhando e enviando dinheiro para a esposa. Tolkien se mudou muito na infância e é marcante perceber como uma residencia em especial, totalmente próxima da natureza, moldou sua paixão pelo verde e refletiu em suas obras e em sua vida.


Outros fatos são admiráveis, como a paixão pela religião de sua mãe, a católica, e o respeito que ele teve para com um padre que os ajudou muito. Seu amor por sua esposa Edith e por seus filhos. O carinho pela profissão e principalmente, pelo universo que ele próprio criou, moldado por anos e anos de trabalho que ainda assim deixou obras jamais acabados de tão perfeccionista que o homem foi.


Por outro lado, Tolkien também foi um homem obsessivo com sua obra, principalmente com O Silmarillion. Era amargo nas críticas de obras alheias. Não gostava dos livros de C S Lewis, seu amigo e autor de As Crônicas de Nárnia, e não tinha vergonha de admitir isso. Sua relação com a esposa parecia ao mesmo tempo amorosa e distante.

Muito mais pode ser encontrado no livro que de forma fluida nos conta a história do Professor. Foi incrível saber sobre os livros que inspiraram O Senhor dos Anéis e como a vida pessoal de Tolkien influenciou suas histórias. O autor as vezes supõe alguns fatos, o que me incomoda um pouco pois fico pensando “Será que foi mesmo assim?”, mas é o tipo de coisa que ou aceitamos ou não aceitamos.


A edição da Darkside mais uma vez arrasa. Capa dura, livro parecendo antigo como se retirado de um velho baú, com direito a um mapa/poster da Terra Média. Lindo! Tolkien pode ter tido seus defeitos, mas saber tudo o que ele passou e a forma como criou seu universo é fantástica e com certeza admirável.

Nota 4,5/5 ★


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.