quarta-feira, 27 de setembro de 2017

As primeiras páginas de A Última Viagem do Lusitania fizeram minha expectativa despencar. O ritmo prometia ser arrastado. Mero engano. Não demorou para a história de um dos maiores transatlânticos do mundo me encantar.

Quando se fala de naufrágio todos se lembram do Titanic, o navio inafundável que… afundou. Como o título sugere, o livro narra como o Lusitania afundou ao ser torpedeado por um submarino na Primeira Guerra Mundial. Conhecido por suas quatros chaminés e por ser luxuoso e rápido, o Lusitania partiu de Nova York para Liverpool carregado de personalidades. E é aí que o livro brilha.



O autor, através de cartas, diários e documentos, recria alguns dos passageiros do Lusitania. Apesar de ser uma não ficção, o livro ganha ares de ficção com a descrição de algumas personalidades. E por mais que se saiba que o navio irá afundar, fiquei o livro todo tensa imaginando qual daqueles viajantes sobreviveria ou não e toda a politicagem envolvida na história que mais de uma vez me revoltou.  


Sobre o ritmo do livro. Sim, em alguns momentos ele é arrastado, principalmente quando envolve a política das potências envolvidas na guerra. São momentos que logo passam e quando a narração volta a se tornar fluida o livro encanta, sobretudo quando conta sobre os passageiros e sobre o funcionamento do transatlântico e do submarino U20. É fácil visualizar tudo o que acontece e mais de uma vez me vi imaginando o livro como um filme. Aliás, daria uma ótima adaptação. 


A Última Viagem do Lusitania talvez exija um pouquinho de paciência do leitor no inicio da história e não agrade a todos, mas é só se deixar levar para se sentir interessado e desfrutar da leitura. 


Nota 4,5/5 ★


4 comentários:

  1. Boa noite Thalita,

    Essa é a primeira resenha que leio desse livro, comprei ele numa promoção e está na minha lista de espera de leituras, pela sua resenha tenho certeza que vou adorar a leitura....bjs.


    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marco!
      Ele é bem bacana, espero que goste também.
      Bjs

      Excluir
  2. Oi Thalita! Não tinha o menor conhecimento sobre a história desse transatlânticos até ler essa resenha. Acho que mesmo tendo uma narrativa arrastada às vezes deve ser uma ótima leitura mesmo, fiquei curiosa.

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Mi!
      Sim, foi bem o que aconteceu. No fim o saldo foi positivo :)
      BJs

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Busca

Tecnologia do Blogger.

Sobre Nós

No Blog

Arquivo

Seguidores

Facebook

Instagram

Twitter

Editora Parceira

Parceiros

Postagens Populares

Visitas

As opiniões aqui presentes são próprias das autoras do blog, não representando necessariamente a opinião das editoras e/ou autores.