A Mulher Entre Nós - Greer Hendricks & Sarah Pekkanen

Aos 37 anos, Vanessa é uma mulher divorciada que não tem mais nada a perder e que, ao saber dos planos do ex-marido de casar-se novamente com uma mulher mais jovem, resolve de maneira obsessiva fazer de tudo para impedir que a cerimônia aconteça. Por sua vez, Nellie é uma jovem sonhadora que mal começou a encarar a vida adulta e que parece estar vivendo um conto de fadas moderno com seu noivo bonito, rico e atencioso, mas na verdade a moça guarda seus segredos bem escondidos no passado que tenta enterrar a todo custo. “A Mulher Entre Nós” é um livro de suspense sobre as complicações dos relacionamentos que promete bastante mistério e reviravoltas.


Primeira colaboração da autora best-seller de suspenses Sarah Pekkanen com sua editora e amiga - e estreante como autora - Greer Hendricks, “A Mulher Entre Nós” chama atenção a princípio ao intercalar os capítulos de Vanessa e Nellie escritos em primeira e terceira pessoa, e marcar desde de as primeiras palavras o tom de intriga que caracteriza o livro inteiro.

A escrita é fácil, mas em vários momentos a leitura segue arrastada e soa um pouco redundante, tentando prolongar o ar de mistério e construir o ápice das muitas reviravoltas que o livro apresenta. Sem querer parecer arrogante, eu antecipei a maioria das guinadas da trama e por isso o livro não me cativou tanto quanto eu esperava, mas é possível entender como a obra pode ser surpreendente. Faz completo sentido o subtítulo da publicação - que aliás está um pouco confuso na disposição da capa e acredito que tenha sido intencional - , “Ela não é o que você pensa” de fato, e ao longo do livro você está constantemente tentando decifrar a história que a princípio parece ser algo muito mais simples, um combinado clássico de ciúmes, ego ferido e obsessão, do que de fato é.

A todo momento o livro joga iscas de vários pequenos e grandes mistérios no passado das personagens, muitas vezes se repetindo no intuito de despertar a curiosidade do leitor e, surpreendentemente todos eles conseguem se amarrar sem deixar grandes pontas soltas, mesmo quando ultrapassam o limite do crível ou quando pareciam pouco relevantes.

Em suma, esse é um livro para duvidar de tudo e de todos, no qual as autoras habilmente reforçam essa ideia através dos próprios questionamentos das personagens. Afinal, como acreditar em alguém que sequer acredita completamente nela mesma? Essa parece uma premissa plausível e, nem tão subliminarmente assim, uma crítica bastante adequada. Um suspense para quem não busca algo muito pesado e que, relevando uma quantidade generosa de “forçação de barra” e atendo-se a ideia principal da obra, é capaz de soar mais próximo do que você imagina.

Ao sentir seu calor, minha determinação começou a perder força. Passara a tarde toda com raiva dele, mas naquele momento o que mais queria era que o homem que causara meu sofrimento me consolasse.

Nota: 3/5 ★
O Livro no Skoob: A Mulher Entre Nós

2 comentários:

  1. Olá Jacqueline, tudo bem?


    Essa é a primeira resenha que leio desse livro, achei interessante e talvez leria, apesar das sua ressalvas....bjs.


    http://devoradordeletras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Marco. Tudo bem?
      Foi lançamento da editora no primeiro semestre ^^
      Abs

      Excluir

Tecnologia do Blogger.