Outsider - Stephen King

O novo livro do Stephen King já começa chocante. Uma criança de apenas 11 anos foi assassinada de forma sádica e Terry Maitland, o treinador do time de beisebol da cidade, é o maior suspeito. Ralph Anderson, o responsável pelo caso, resolve prendê-lo durante um jogo, na frente de mil e quinhentas pessoas, inclusive da esposa e filhas.


Na delegacia, não demora para o caso ficar bastante estranho. Apesar de testemunhas o terem visto em vários pontos da cidade coberto de sangue no dia do crime, Terry alega inocência e possui um álibi bastante convincente. Um dia antes do assassinado ele viajou com outros professores para uma cidade vizinha para conhecer o escritor Harlan Coben. Então como o homem poderia estar em dois lugares ao mesmo tempo?

O início do livro é bastante dinâmico, intercalando os fatos da prisão com entrevistas das testemunhas e depois enveredando por um caminho bastante interessante ao mostrar a repercussão dos assassinatos para a família da criança e para a esposa e filhas de Terry. Conforme avança ele muda de tom e o sobrenatural passa a ser inserido lentamente. Assim como os personagens fiquei incrédula com o caminho que a narrativa estava levando. E assim como eles, aos poucos fui aceitando os novos fatos. 

Com tantos livros já publicados, acho impressionante a forma como King consegue prender o leitor e trazer novidades para sua narrativa. Ele não tem medo de eliminar personagens e mais de uma vez fiquei boquiaberta com a frieza com que ele o fez. Aliás, os personagens são muito bem construídos e você facilmente se apega a vários deles.


Apesar de ter gostado bastante da leitura, terminei o livro com a sensação de que faltou alguma coisa. Senti que o ritmo de leitura caiu durante a mudança de tom e não fiquei totalmente satisfeita com o desenrolar do desfecho. Mais uma vez a Suma faz um trabalho lindo com as obras do King no Brasil e a capa é de arrepiar! Só preferia que o título tivesse sido traduzido para o português.

Outsider não me conquistou totalmente, mas é inegável que sua história é interessante e instigante, e apesar das mais de 500 páginas é um livro fácil de se terminar em poucos dias.

Um detalhe bacana: a obra possui participação especial da Holly Gibney, da Trilogia Bill Hogdes! Não é necessário ter lido a trilogia para acompanhar a personagem aqui, mas caso tenha interesse em lê-la o faça antes de Outsider pois Holly comenta vários eventos da trilogia. Além da citação ao Harlan Coben, Outsider possui várias referências literárias.

Nota: 4/5 ★
O Livro no Skoob: Outsider

Um comentário:

  1. Olá Thalita tudo bem?


    Comentei na resenha de outro blog e de um outro livro do autor, que tenho vergonha de ainda não ter lido nada dele ainda, mas desse ano não passa....kkkk...e esse pode ser o felizardo....kkk...bjs.


    http://devoradordeletras.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.