Anne de Avonlea - Lucy Maud Montgomery (Anne de Green Gables #2)

Anne de Avonlea dá continuação aos eventos de Anne de Green Gables, obra mais conhecida da escritora canadense Lucy Maud Montgomery. No primeiro livro, os irmãos Matthew e Marilla desejam adotar um garoto para ajudar na fazenda, mas por engano recebem uma menina ruiva e tagarela chamada Anne. Ela logo conquista o coração dos dois, mas precisa passar por algumas provações na agradável ilha de Prince Edward, local onde inclusive a autora nasceu.

Anne Shirley agora está com 16 anos e prestes a lecionar na escola de Avonlea. Com a convicção de que nunca será necessário punir um aluno fisicamente e que tudo se resolverá na conversa, Anne logo percebe que sim, muitos alunos são amáveis e ávidos para aprender, mas que ser professora não é bem como esperava. 


A moça almeja seguir para uma universidade, mas um problema de visão de Marilla e a vinda de um casal de gêmeos a Green Gables, Davy e Dora, fazem com que a sempre otimista Anne permaneça de bom grado na ilha que tanto ama. Por mais que Anne esteja crescida, a moça é a mesma em sua essência. Imaginativa e de bem com a vida, mesmo diante de alguma adversidade. E algumas delas surgem pelo caminho.

E surgem também novos e cativantes personagens. Os irmãos só são parecidos na genética. Enquanto Dora é calma e refinada, Davy é uma criança travessa e com muita energia para gastar. Green Gables tem um novo vizinho, Mr. Harrison e seu papagaio mal educado Ginger. Na escola Anne se encanta com o doce Paul Irving, uma criança tão imaginativa quanto ela própria, e que logo se torna uma alma gêmea.

Os velhos personagens também dão as caras como Diana Barry, melhor amiga de Anne, e Gilbert Blythe, antigo colega de classe, mas que agora nutri sentimentos que revelam algo mais pela simpática ruiva com expressivos olhos cinzentos.

Apesar de ter gostado bastante do primeiro livro, algo me fez gostar mais de Anne de Avonlea. Acredito que seja o fator novidade. Li o primeiro volume após assistir a série, e por mais que hajam diferenças, a história realmente só se tornou inédita conforme o livro chegou perto do fim.

Confesso que não tenho muita paciência para os longos devaneios da Anne, mas a personagem se mostra mais madura, e eles são menos frequentes aqui. Como no primeiro volume, Anne de Avonlea alterna momentos hilários com alguns mais sensíveis e tocantes. A escrita da Lucy Maud Montgomery é fluída e agradável e seus personagens são todos muito cativantes. Os diálogos do Davy me incomodaram por serem muito elaborados para uma criança de apenas seis anos, mas nada que atrapalhe a leitura.

Anne realmente é uma personagem que levanta o astral graças ao seu otimismo e visão do mundo. Anne de Avonlea termina com um belo gancho para sua continuação, Anne da Ilha, terceiro volume do total de seis livros que narram a história de Anne Shirley.

Nota: 4/5★
O Livro no Skoob: Anne de Avonlea 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.